Pesquisar
Close this search box.

CONQUISTE SEU LUGAR NA INTERNET COM SITES PROFISSIONAIS E PELO MENOR PREÇO. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!

<<  VOLTAR AO INÍCIO

5G chega a bairros de Belém, Macapá, Manaus, Porto Velho e Rio Branco

5G chega a bairros de Belém, Macapá, Manaus, Porto Velho e Rio Branco

Compartilhe este conteúdo!

[ad_1]

A partir desta quinta-feira (6), cinco capitais da Região Norte começam a ter 5G. O novo padrão de sinal passou a ser transmitido pelas antenas das principais operadoras do país em Belém (PA), Macapá (AP), Manaus (AM), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC).

O sinal já era estimado desde a semana passada, após reunião da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para verificar a limpeza das faixas de frequência necessárias para o funcionamento da tecnologia.

Inicialmente previsto para ativação em 31 de julho — mesmo prazo para todas as outras capitais —, a instalação foi adiada duas vezes. Da primeira vez, o período limite foi estendido por 60 dias, pela falta de equipamentos de limpeza de faixa (que é o mesmo das antenas parabólicas). Da segunda, para o prazo atual: até 27 de novembro.

Com isso, a quinta geração da tecnologia completa a primeira etapa prevista em edital, disponibilizando o serviço a todas as 27 capitais do país.

Quais bairros?

Segundo o conselheiro Moisés Queiroz Moreira, do Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (Gaispi), ao todo serão instaladas 195 antenas: 57 em Belém; 18 em Macapá; 84 em Manaus; 21 em Porto Velho; e 15 no Rio Branco.

Procurados por Tilt, as operadoras Tim Brasil, Vivo e Claro emitiram as relações de bairros que já devem ter os sinais em operação. São eles:

Claro

  • Porto Velho: Centro, Caiari, Pedrinhas, Arigolândia, Conjunto Santo Antônio, Conjunto Marechal Rondon, Nova Porto Velho, São Cristóvão e Setor Industrial;
  • Rio Branco: Dom Giocondo, Bosque, Aviário, Morada do Sol, Centro, V. W. Maciel, Montanhês, Tancredo Neves e Jardim de Alah;
  • Macapá: Beirol, Central, Centro, Congós, Julião Ramos, Santa Rita e Zerão;
  • Manaus: Adrianópolis, Cachoeirinha, Chapada, Nossa Senhora das Graças, Parque 10 de Novembro, Praça 14 de Janeiro, Aleixo, Compensa, Coroado, Dom Pedro, Grande Vitória, Monte das Oliveiras, Nova Esperança, Santo Antônio, São Francisco, São Jorge, São Raimundo e Vila da Prata;
  • Belém: Batista Campos, Campina, Nazaré, Reduto, Coqueiro, Cremação, Jurunas, Umarizal e São Brás.

Vivo

  • Belém: Batista Campos, Campina, Cidade Velha, Cremação, Guamá, Jurunas, Marco, Nazaré, Pedreira, Reduto, São Brás, Telégrafo Sem Fio e Umarizal.
  • Macapá: Central, Centro, Santa Inês, Trem, Jesus De Nazaré e Santa Rita.
  • Manaus: Adrianópolis, Aleixo, Alvorada, Centro, Chapada, Compensa, Dom Pedro, Nossa Senhora das Graças, Parque 10 de Novembro, Praça 14 de Janeiro, Raiz, São Geraldo, Nova Esperança, Petrópolis, Santo Antônio e São Francisco
  • Porto Velho: Areal, Arigolândia, Caiari, Floresta, Nossa Senhora Das Graças, Nova Porto Velho, Pedrinhas e São Cristóvão.
  • Rio Branco: Abrahão Alab, Aeroporto Velho, Aviário, Bosque, Capoeira, Conjunto Guiomard Santos, Esperança, Floresta e José Eduardo Neves.

Tim

Procurada pela reportagem, a Tim não forneceu os bairros já cobertos nas capitais da região Norte. Tilt irá atualizar as informações após o envio.

Primeira etapa

Assim como em outras capitais até o momento, o prazo para que as operadoras liguem todas as estações previstas — uma antena para cada 100 mil habitantes — se encerrará no dia 28 de novembro.

“Foi um trabalho exitoso nessa fase inicial, apesar de difícil e de [envolver] aprendizado, porque não tínhamos total conhecimento dos problemas que poderiam aparecer”, disse Moreira à Agência Brasil.

O conselheiro se referia à conclusão da primeira etapa de entrega da faixa de 3,5 GHz, a ser explorada por três operadoras (Vivo, TIM e Claro) em todas as capitais do país.

Henrique Gomes Pinheiro, coordenador do Gaispi, informou a agência de notícias que as operadoras instalaram “mais do que o dobro” de antenas previstas no edital do 5G até o momento.

“O mínimo era de 2.528 estações [para as três operadoras]. No entanto, 5.275 já foram instaladas”, disse ele.

O representante do Gaispi alegou que o 5G já está presente em 5% das 93 mil estações instaladas no país, e que o serviço disponibilizado até o momento alcança 24% da população brasileira, chegando a 50 milhões de pessoas.

5G para cidades com mais de 500 mil habitantes

A nova etapa prevista no edital é de levar a tecnologia 5G às cidades com mais de 500 mil habitantes. Assim como na liberação para as capitais, o desafio das operadoras será a limpeza do espectro — que é o mesmo de antenas parabólicas. Esta etapa, segundo a Agência Brasil, está prevista para iniciar em janeiro de 2023.

A fim de viabilizar o processo, serão distribuídos kits de antenas, que substituirão as parabólicas, para famílias inscritas no cadastro único de programas sociais do governo federal. Nesse sentido, estão previstas campanhas informando a população sobre como proceder o agendamento para a troca de equipamento.

(*) Com informações de Agência Brasil

[ad_2]

UOL

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

MAIS ACESSADOS:

PUBLICIDADE: