Pesquisar
Close this search box.

CONQUISTE SEU LUGAR NA INTERNET COM SITES PROFISSIONAIS E PELO MENOR PREÇO. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!

<<  VOLTAR AO INÍCIO

como ver evento astronômico de domingo

como ver evento astronômico de domingo

Compartilhe este conteúdo!

[ad_1]

Para fechar a semana com estilo, mais uma conjunção superbrillhante. Na noite deste domingo (11), é a vez de Júpiter (o segundo planeta mais luminoso de nosso céu, depois de Vênus) aparecer logo acima da Lua cheia.

Veja como observar:

O par já pode ser visto a partir do momento em que a Lua nascer, por volta das 20h, no horizonte leste (a mesma direção que nasce o Sol). Quando mais tarde olhar, mais alto no céu os objetos estarão.

Júpiter se manterá imediatamente acima da Lua — que estará com 99% de iluminação, na fase cheia —, com o aspecto de uma grande estrela de brilho fixo levemente amarelado.

Bônus: aproveite para ver Saturno, que estará alinhado acima da Lua.

Horizonte leste de São Paulo por volta das 20h de 11/9; conjunção da Lua cheia e Jupíter, com Saturno alinhado acima

Imagem: Stellarium/Reprodução

O evento cósmico é totalmente visível a olho nu, de qualquer parte do Brasil, dependendo apenas de um céu limpo.

Os astros seguem visíveis durante toda a noite, percorrendo o céu de leste a oeste, até o amanhecer.

É muito fácil encontrar a Lua tão brilhante no céu, mas se tiver alguma dificuldade, use um site ou app de astronomia (como Skywalk, Starchart, Sky Safari ou Stellarium) para indicar a posição dos objetos no momento da observação.

Lua da Colheita - Gary Hershorn/Getty Images - Gary Hershorn/Getty Images

20.set.2021 – “Lua da Colheita” vista atrás da Estátua da Liberdade, em Nova York

Imagem: Gary Hershorn/Getty Images

Lua Cheia (Lua da Colheita)

Aproveite para admirar e fotografar a Lua logo após nascer, próxima ao horizonte, pois efeitos ópticos fazem com que ela pareça ainda maior, por conta da perspectiva com referenciais terrestres (como prédios e árvores), e apresente belas variações de tonalidade, devido à interação com a atmosfera.

A Lua cheia de setembro é conhecida pelos povos nativos norte-americanos como Lua da Colheita, por ser no mês do equinócio, que marca a mudança de estações (quando começa o outono no Hemisfério Norte). De acordo com a tradição, os agricultores precisavam correr para terminar a colheita antes do início do tempo mais frio — e a Lua, bem brilhante e nascendo cedo, ajudava com noites bem claras, em uma época em que não havia energia elétrica.

Teremos mais uma bela conjunção na próxima semana: Lua e Marte (no sábado, 17). Vale ressaltar que, quando falamos em conjunções, nos referimos ao ponto de vista da Terra. Os corpos não estão realmente próximos: continuam separados por milhões de quilômetros no universo.

[ad_2]

UOL

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

MAIS ACESSADOS:

PUBLICIDADE: