Pesquisar
Close this search box.

CONQUISTE SEU LUGAR NA INTERNET COM SITES PROFISSIONAIS E PELO MENOR PREÇO. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!

<<  VOLTAR AO INÍCIO

O que é o misterioso app ‘X’, que Musk quer criar a partir do Twitter?

O que é o misterioso app 'X', que Musk quer criar a partir do Twitter?

Compartilhe este conteúdo!

[ad_1]

O empresário Elon Musk afirmou ontem (4) que a aquisição do Twitter é “um acelerador para criar o X, o app de tudo”. O tuíte veio logo após a notícia de que ele decidiu seguir adiante com sua oferta pela rede social, ao preço originalmente acordado em abril: US$ 44 bilhões.

Mas, afinal, o que é esse tal de X? Musk nunca forneceu muitos detalhes.

Sabe-se que o dono da Tesla e da SpaceX admira abertamente o app chinês WeChat, que funciona hoje como um serviço completo, combinando recursos vistos em marcas como Facebook, Twitter, Uber, Instagram e Substack, plataforma online de newsletter.

Analistas apontam que este pode ser o modelo de negócio e serviço que Musk está planejando: um tipo de “superaplicativo” com diversas ferramentas, como mensagens, mídia social, pagamentos e pedidos de comida.

Musk, porém, alega ser defensor da liberdade de expressão na internet, e o superaplicativo chinês é fortemente monitorado e censurado. A inteligência artificial (IA) e os moderadores humanos ajudam a excluir conteúdos indesejados para o Partido Comunista, como posts obscenos e críticas ao governo.

X.com

X entrou na conversa em agosto, quando Musk revelou pela primeira vez seu desejo de criar uma rede social própria, caso a negociação com o Twitter não dê certo.

Outro usuário questionou se ele já tinha um “plano B” e o bilionário comentou apenas com uma URL enigmática: x.com.

Esse site havia sido criado em 1999 como um banco online. No ano seguinte, foi fundido com o sistema de pagamentos PayPal, do qual Musk já foi CEO. Em 2017, o executivo comprou o domínio para si, declarando que a marca tinha “grande valor sentimental” para ele e poderia ser abrigar seus outros empreendimentos online.

Mas, desde então, pouco fez. Hoje, a página ostenta apenas um “X” no canto superior esquerdo, sobre um fundo branco.

Entenda a treta entre Musk e o Twitter

A compra do Twitter por Elon Musk teve início em abril e parecia ter terminando em julho, quando o empresário anunciou ter desistido da aquisição.

O Twitter, por sua vez, entrou com uma ação em um tribunal especializado em direito empresarial, poucos dias depois, obrigando-o a cumprir a proposta. Ambas as partes trocaram acusações e investidas judiciais.

Mas parece que essa novela está prestes a terminar (novamente). Ontem, Musk fez uma nova proposta.

“Recebemos a carta das partes de Musk que eles registraram na SEC”, disse o Twitter. “A intenção da empresa é fechar a transação em US$ 54,20 (cerca de R$ 268) por ação.”, confirmou a empresa.

*Com informações de Yahoo! Finanças

[ad_2]

UOL

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

MAIS ACESSADOS:

PUBLICIDADE: