Pesquisar
Close this search box.

CONQUISTE SEU LUGAR NA INTERNET COM SITES PROFISSIONAIS E PELO MENOR PREÇO. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!

<<  VOLTAR AO INÍCIO

Cininha de Paula fala dos assédios sofridos na Rede Globo. “Inenarrável!”

Foto: Reprodução/YouTube

Compartilhe este conteúdo!

Na tarde desta terça-feira (20), a atriz e diretora Cininha de Paula, de 63 anos, comandou um painel no Festival de Cinema de Vassouras, no Vale do Café. Na ocasião, relatou suas vivências na Rede Globo, onde trabalhou por mais de 30 anos.

Cininha de Paula fala sobre assédios sofridos na Globo: ‘O sofrimento foi inenarrável’ (Crédito: Reprodução YouTube)

“O sofrimento foi inenarrável. Se você estivesse de TPM, tristonha ou no período pré-menstrual, teu chefe falava: ‘Eu não te disse pra você encostar a barriga no fogão e fazer uma comida? Lavar uma louça? O que eu tenho a ver com isso? Eu não mandei você estar aqui. Foi muito doloroso ser diretora. Eu achei que quando eu fosse passar para a direção o assédio seria menor. Eu fui assediada sexualmente e moralmente quando era atriz”.

“Enfrentei todos os tipos de assédio e achei que fosse diminuir quando me tornasse diretora. Os assédios sexuais e morais continuaram. Com a idade, foi diminuindo e ficou somente o moral. Aí foi melhorando. Cantada fiquei recebendo até quase virar vovó. Uma coisa absurda. Eu já estava sem contrato com a Globo, mas fui no Daniel Filho e ele quis me ajudar. Falou para eu bater na porta do Jorge Fernando e dizer que ele tinha ordenado que eu fosse integrada à sua equipe. Pois bem, fui lá. Cheguei, dei o recado e o Jorge me vetou de novo. E ainda disse: Vá lá reclamar com o Daniel, dizendo que eu não te quero aqui. E eu não fui”.

Cininha de Paula, que é sobrinha do humorista Chico Anysio, deixou a Globo em 2019 e vem se dedicando a projetos em sua área de atuação.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

MAIS ACESSADOS:

PUBLICIDADE: