Pesquisar
Close this search box.

CONQUISTE SEU LUGAR NA INTERNET COM SITES PROFISSIONAIS E PELO MENOR PREÇO. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!

<<  VOLTAR AO INÍCIO

Google lança Pixel 7 com câmera de 50 MP e tablet que vira ‘Alexa’

Google lança Pixel 7 com câmera de 50 MP e tablet que vira 'Alexa'

Compartilhe este conteúdo!

[ad_1]

Aconteceu na manhã de hoje (6) a edição 2022 do Made by Google, evento anual da empresa em que foram lançados três novos produtos: o smartphone Pixel 7, o relógio Pixel Watch e o Pixel Tablet.

Os destaques ficam por conta das câmeras e processamento de imagens do Pixel 7, e para a versatilidade do tablet, que pode funcionar como uma espécie de Alexa (alto falantes inteligentes da Amazon), controlando música, luzes e outros recursos.

Veja o vídeo de apresentação da linha:

Pixel 7 e 7 Pro

O coração ds smartphones é o processador Google Tensor G2 de segunda geração que, aliado a sistemas de inteligência artificial e aprendizado de máquina, traz benefícios como: fotos mais nítidas, menos ruído nas ligações, traduções em tempo real e até detecção de mensagens e ligações de spam.

Ambos têm foco na fotografia, com recursos que deixam as fotos mais nítidas e os vídeos com qualidade de cinema. O Pixel 7 Pro, grandão, mais poderoso e com maior capacidade de zoom, é equipado com três câmeras traseiras (50 MP, 40 MP tele e 12 MP grande angular) e, o Pixel 7, com duas (50 MP e 12 MP).

A câmera principal de 50 MP produz fotos super nítidas, graças ao processamento que melhora os pixels mesmo no máximo de aproximação. Para vídeos de alta qualidade, há sistema de estabilização de imagens, auto foco aprimorado e gravação em 4K a 60 frames por segundo.

A função “Photo Unblur” faz um “des-desfoque”: deixa muito mais nítidas e com foco as imagens que forem tiradas borradas ou tremidas, mesmo as mais antigas (registradas por outros aparelhos, que estiverem no Google Photos). Também pode facilmente remover elementos do fundo, como pessoas indesejadas na paisagem.

A empresa chamou os novos recursos de fotografia de “inclusivos”, devido ao compromisso em retratar o tom real da pele das pessoas, principalmente as não-brancas. O processamento “Real Tone” foi aperfeiçoado para registrar cores de pele com fidelidade, mesmo os tons mais escuros sob pouca luz.

Com foco em segurança e privacidade, a tecnologia “Protected Computing” minimiza o rastro de dados do usuário, restringe o acesso a algumas informações e deixa outras não identificáveis. Muitas funções, como o monitoramento de sono, são processadas diretamente no aparelho, sem passar pela nuvem ou ser enviada à empresa. Além disso, há um serviço de VPN, para navegação mais segura, sem custo extra.

O design dos novos celulares é sofisticado, com traseira em alumínio e uma moldura ao redor das lentes das câmeras. São oferecidos em três cores: preto (obsidian), branco (snow) e verde (lemongrass, só no Pixel 7) ou cinza (haze, no 7 Pro).

Nos Estados Unidos, o Pixel 7 será vendido por a partir de US$ 599 (R$ 3.100, em conversão direta) e o Pixel 7 Pro a partir de US$ 899 (R$ 4.700).

Pixel 7 cores - Reprodução - Reprodução

Cores do Pixel 7 e Pixel 7 Pro

Imagem: Reprodução

Pixel Tablet

O produto lançado que traz mais inovação é, provavelmente, o Pixel Tablet.

Versátil, ele pode ser manuseado da maneira “normal” — usado na mão, para trabalho ou entretenimento, e depois ficar guardado em uma gaveta etc — ou ser acoplado a uma base carregadora com alto falantes.

Assim, ele pode ficar posicionado sobre um móvel e funcionar também como uma “Alexa”, recebendo comandos de voz pelo Google Home Assist para pedir músicas, vídeos e controlar dispositivos de casa inteligente (luzes, câmeras, fechaduras).

A qualquer momento que precisar de um uso que exija mais mobilidade ou proximidade, basta retirá-lo da base.

O Pixel Tablet está em fase final de desenvolvimento e deve ser lançado apenas no ano que vem. Não foram divulgados valores.

pixel tablet - Reprodução - Reprodução

Base serve como alto falante e também para carregar o tablet, que vira uma “Alexa”

Imagem: Reprodução

Pixel Watch

O primeiro smartwatch do Google finalmente foi lançado. O Pixel Watch é equipado com tecnologia da Fitbit, conhecida empresa de smartbands para monitoramento de exercícios físicos.

Ele promete monitoramento cardíaco muito preciso, seja em atividades físicas, em repouso ou durante o sono. Ele vem com seis meses gratuitos do app Fitbit Premium, com diversos recursos, modos de exercício e monitoramente detalhado de sono.

A caixa tem bordas suaves e vidro “3-D”, para não prender nas mangas das roupas, e há variadas opções de pulseira (esportivas, elásticas, de metal ou couro), com um sistema de encaixe deslizante.

São três acabamentos “inspirados em joalheria”: preto, prata e dourado. Lembra o Apple Watch, mas com a caixa redonda e não retangular.

O Prixel Watch será vendido nos EUA por US$ 349 (bluetooth + wifi) ou R$ 399 (LTE + bluetooth + wifi)

Google Pixel Watch, novo relógio da empresa - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

O Google ressalta que todos os produtos da linha Pixel são feitos para funcionar em conjunto. Por exemplo, o Pixel Watch pode ser usado para controlar a câmera do Pixel 7, dando zoom e disparando uma “selfie”; depois, esta imagem pode ser editada facilmente no Pixel Tablet.

Ainda não há informações sobre datas de lançamento e preços no Brasil.

[ad_2]

UOL

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

MAIS ACESSADOS:

PUBLICIDADE: