Pesquisar
Close this search box.

CONQUISTE SEU LUGAR NA INTERNET COM SITES PROFISSIONAIS E PELO MENOR PREÇO. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!

<<  VOLTAR AO INÍCIO

Robô bípede bate recorde mundial dos 100 m rasos; veja vídeo

Robô bípede bate recorde mundial dos 100 m rasos; veja vídeo

Compartilhe este conteúdo!

[ad_1]

Cassie, uma robô bípede desenvolvido por engenheiros da Universidade Estadual de Oregon, nos Estados Unidos, bateu o recorde mundial dos 100 metros rasos. Ela fez o percurso completo num tempo de 24,73 segundos.

O recorde se refere, é claro, apenas a robôs de duas pernas. O tempo de Cassie ainda é bem mais lento que os recordes mundiais humanos da corrida: entre os homens, a marca pertence ao jamaicano Usain Bolt (9,58 segundos), e entre as mulheres, à americana Florence Griffith-Joyner (10,49 segundos).

Ainda assim, o feito de Cassie foi reconhecido pelo Guinness Book, o “livro dos recordes”, e representa um avanço significativo para a área da robótica.

“Esse pode ser o primeiro robô bípede a aprender a correr, mas não será o último”, resumiu o professor Jonathan Hurst, em comunicado divulgado pela universidade.

Cassie foi acompanhada de perto pelos avaliadores do Guinness ao fazer o percurso na pista de atletismo da Universidade Estadual de Oregon. Ela fez a corrida completa sem cair, iniciando e terminando numa posição de pé. Veja o vídeo abaixo:

Sobre o robô

Batizada com um nome feminino, Cassie é um produto da Agility Robotics, empresa ligada à universidade. A Agility já trabalha há algum tempo com experimentos de robôs bípedes e é reconhecida na área pelo Digit — um robô capaz de subir e descer escadas, mas que também possui braços para pegar e deixar objetos pequenos.

No caso de Cassie, ela não é autônoma e não tem sensores externos. Por isso, para realizar a corrida dos 100 metros rasos, ela precisou de um humano que a guiasse com uma espécie de controle remoto. Ela já tinha feito outras corridas, mas sempre de forma muito mais lenta: de acordo com o site de tecnologia The Verge, Cassie já correu 5 quilômetros, mas levou 53 minutos para completar o percurso.

Segundo o comunicado divulgado pela universidade, a parte mais complexa do feito não foi fazer com que Cassie corresse, mas sim a tomada de posição para a largada e a chegada. “É similar ao fato de que decolar e pousar um avião é mais difícil do que voar”, comparou o professor Alan Fern.

Ainda assim, Cassie é apenas o robô mais veloz entre os bípedes. Se formos levar em consideração robôs de todos os tipos, há outros mais velozes, como o quadrúpede WildCat, da Boston Dynamics, que atinge 30 km/h, e o OutRunner, que corre de forma giratória, como raios da roda de um carro, e consegue alcançar a velocidade de 32 km/h.

[ad_2]

UOL

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

MAIS ACESSADOS:

PUBLICIDADE: